segunda-feira, 6 de maio de 2013

Tema de Maio: Primavera



 A forma de participação decorrerá da forma habitual, com o envio de um mail com o titulo da participação e o nome do blogue, acompanhados de respectivo link.

Continuem a participar. 
  1. Jardim dos cravos - Diário de um anjo
  2. Sem cores? - Sementes da chica 
  3. Primavera. - Afectos e dúvidas
  4. Dia da poesia - Quotidiano

7 comentários:

  1. Lindo tema. Acabei de mandar o email! abraços,chica

    ResponderEliminar
  2. Adorei o tema!Deixo o link aqui e enviarei o email tb.bjs,

    http://asasdosversosereversos.blogspot.com.br/2013/05/ainda-espero-primavera.html

    ResponderEliminar
  3. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
    li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
    gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
    Que haja muita felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo,
    fique á vontade,repare siga só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar
  4. Gente que lindo o seu cantinhoooooo,
    já li um montão de lindos temas...
    são maravilhosos.

    ResponderEliminar
  5. Gostei do tema e gostaria de participar. Naveguei no site e não consegui encontrar o e-mail para participar como recomendado. Gostaria que me enviassem o e-mail de contato para que eu envie o título da participação e o nome do blog com o link.
    Meu e-mail é nossoslivrosfree@gmail.com
    Site http://www.nossoslivrosfree.com.br
    Muito obrigado e aguardo um contato.
    Robert Thomaz

    ResponderEliminar
  6. No caminho para o trabalho passo todos os dias por uma fábrica. Não sei o que fabrica mas a azáfama àquela hora faz sempre perder algum tempo por culpa da chegada dos operários. Durante mais de um ano, desde que comecei a trabalhar para o meu actual empregador, foi assim... à excepção de hoje. Hoje não havia azáfama, nem operários fabris, nem trânsito: a fábrica encerrou; tal como inúmeras outras nesta região, também aquela faliu.
    Confesso um sentimento de tristeza e nostalgia. Imagino pelo quê passarão as famílias que se verão sem um salário, talvez o único da família. É triste ver a destruição da indústria no nosso país.

    É um pouco disso que se sente após ver este pequeno espaço de criatividade fechar.
    Deviam pensar, com a aprovação dos autores, na eventual publicação de alguns textos. É uma pena andarem por aqui "perdidos".

    ResponderEliminar